quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Kumi Odori - Apresentações: "Flores do reino da cortesia" e "Sentimentos de Okinawa"

Depois de explanar um pouco sobre o Kumi Odori, gostaria de aproveitar este post para divulgar um grande evento que ocorrerá em São Paulo. Trata-se da vinda de dois professores de Kumi Odori diretamente de Okinawa, que irão apresentar dois espetáculos.

O evento está sendo organizado pelo professor Satoru Saito, e pelo que conheço de suas apresentações, este também será impecável! Vale a pena ir e conferir (já reservei meus ingressos!).



PRIMEIRO EVENTO:
FLORES DO REINO DA CORTESIA
RYUKYU - UM CONVITE AO TEATRO CLÁSSICO

O primeiro evento será de Kumi Odori e neste espetáculo haverá a apresentação das peças clássicas:

·         Manzai Techi Uchi
Foi composta no século XVIII, por Tasato Chochoku, e tem como tema a vingança, lidando com as questões de lealdade e devoção.

·         Hitu Nusubitu
O Ladrão de Pessoas, criada no século XVII.

·         Sousaku Kumi Udui Momotarou
É uma versão em Kumi Odori da lenda japonesa do menino-pêssego. Esta peça é muito especial, pois, os senseis Osamu Aka e Michihiku Kakazu o criaram especialmente para o público brasileiro.




SEGUNDO EVENTO:
SENTIMENTOS DE OKINAWA
TEATRO POPULAR DE OKINAWA

O “Uchina Shibai” o teatro popular okinawano, possui elementos riquíssimos da cultura local, combinando música, dança e literatura num único espetáculo. Aventuras amorosas, desentendimentos familiares e conflitos do cotidiano podem ser retratados nas apresentações teatrais, além de belíssimas interpretações de comédias e dramas. As belezas cenográficas, maquiagens e figurinos também oferecem um show à parte. Em Okinawa, o teatro sempre foi muito popular.

Valores inerentes da cultura de Okinawa são claramente vistos no shibai, observando essas peças, as pessoas também acabam obtendo muitas respostas sobre o pensamento e modo de vida dos “uchinanchu”.

Nesse espetáculo, o público terá prazer de assistir à peça Tumai Aaka – “Romeu e Julieta” de Okinawa – além de belíssimas apresentações de odori.





BIOGRAFIA DOS PROFESSORES

Ambos são formados por essa Universidade em Kumi Odori. Também participaram de diversos concursos de artes clássicas de Okinawa promovidos pelo jornal Ryukyu Shimpo: professor Aka, nas categorias sanshin, koto e buyou e, o professor Kakazu, em buyou e sanshin. Os dois professores participaram da novela Tempest, da NHK, e já se apresentaram em diversas partes da Europa, Ásia , Estados Unidos e, agora vem ao Brasil. 


OSAMU AKA

O professor Aka, 40, é mestre em ryukyu buyou pela Tamagusukuryu Suisenkai e leciona na Universidade de Artes de Ryukyu. Dá cursos de Kumi Odori e é responsável pelas disciplinas de pesquisa em artes fora de Okinawa. Pela qualidade e extensão de seu currículo, foi condecorado pela Dento Kumi Odori Hozonkai (associação de preservação do Kumi Odori), como denshosha do Kumi Odori, ou seja, o professor Aka é um dos guardiões da tradição desta arte. Sua atuação na área se concentra em especial na coreografia e direção de peças.


MICHIHIRO KAKAZU

O professor Michihiko Kakazu, 33, foi dançarino do espetáculo Ryukyu no Kaze, é professor de ryukyu buyou pela Miyagi Noozo Ryubu Kenkyujo e professor assistente da Universidade de Artes de Ryukyu. Seu trabalho é voltado, principalmente, para a redação e direção de peças de Kumi Odori. Em especial, busca a divulgação, promoção e desenvolvimento dessa arte, sendo também contratado pelo Teatro Nacional de Okinawa (Kokuritsu Gekijo) para trabalhar com formação de público para Kumi Odori

Nenhum comentário:

Postar um comentário